Aceitação da realidade

“O único acordo possível é a aceitação da realidade, o respeito a ela. É possível ter opiniões diversas com relação a uma coisa, mas, quando está diante de nós, ela mesma impõe sua estrutura, obriga a concordar parcialmente, estabelece uma espinha dorsal com a qual é preciso contar, à qual se podem acrescentar matizes que não são necessariamente inconciliáveis. O mau é que cada um “invente” uma realidade inexistente e se apegue a ela sem admitir outra possibilidade. É a própria fórmula do fanatismo, que por sua vez é uma das variedades de aviltamento do homem.”

Julián Marías em Tratado sobre a Convivência

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s