Confiança e entrega

“Jesus fala do que vive. Como ele vive o que diz.
Assim Jesus não se preocupava com o dia de amanhã, ele não era ansioso. Com relação àquilo que vai acontecer, ele tem confiança e entrega tudo ao Pai. E isso me parece muito grave com relação ao nosso tempo, porque é a condenação mais radical. O homem moderno é indubitavelmente o mais armado de seguros, de investidas sobre o futuro, de segurança, de medicina, de garantias, e eis que parece ser o homem mais ansioso e mais apreensivo que já existiu. Ele tem medo. Jesus diz para ele não ter medo, e diz o por quê. Ele diz com a simplicidade da verdade como é possível viver sem essa ansiedade. Mas isso é precisamente o que o homem moderno não quer, ou melhor, não pode entender. Ele não pode deixar para o dia seguinte o seu segredo, não pode suportar não ter poder sobre ele. Tudo deve pertencer-lhe. Ele quer tudo. Ele cobiça a segurança e o futuro. E nessa mesma medida, ele morre de ansiedade. Ele quer ser o mestre em tudo, e por isso mesmo, a menor realidade que lhe escapa é insuportável para ele! Jesus não pretendia prever nada, assegurar nada, e por isso era tranquilo, em paz.”

Jacques Ellul em Se és o filho de Deus

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s