Dormir a todo custo

“Por que sempre conversação frívola e frases, pesares e aborrecimentos, e jamais ação? Por que estas flagelações hipócritas, a que não segue melhoramento algum? Por que estas censuras vãs, esta afetação de arrependimento, este gesticular no vácuo, senão para enganar-te a ti mesmo, para dar-te a ilusão do movimento, e o decoro da vida moral? De fato, pagas a tua consciência apenas com disfarces, teu bom senso com aparências, tu te agitas sem te moveres, tentas sempre enganar a tua dor ou as tuas exigências, e dissipas a todo custo a seriedade que te atormenta. Na realidade, tens medo de viver, querer é para ti um suplício, agir, uma agonia, e te esforças por dormir a todo custo.”

Amiel em Diário Íntimo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s