A nova Lei

“para Paulo havia apenas a “Lei de Cristo”, isto é, a Lei que é o próprio Cristo. A vontade de Deus agora está encarnada no comportamento de Cristo, que ao mesmo tempo mostra quais são as exigências postas à humanidade e dá o modelo de respostas que dela Deus espera. Como indica o contexto imediato – “cada um leve o fardo uns dos outros” (Gl 6,2) -, a caridade é o único imperativo válido da nova Lei. Esta foi a característica mais evidente da condição humana de Cristo e é o conteúdo do único e verdadeiro preceito que continua existindo, porque é a real essência da vida cristã.”

Jerome Murphy-O’Connor em Paulo de Tarso: história de um apóstolo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s