O inferno

“Sabe que representação do inferno faço para mim mesma? Não o vejo cheio de chamas, de labaredas, não imagino ardendo em mil fogos eternos. Não, nada. Concebo o inferno como uma sala, confortável, tranquila e moderna, e, dentro dela, sentados, um homem e uma mulher, que não se gostam, e estão condenados a viver, perpetuamente, juntos.”

Nelson Rodrigues em Não se pode amar e ser feliz ao mesmo tempo

Anúncios