Forças opostas

“Entretanto, no âmago dessa alegria alguma coisa subsiste ainda que o êxtase não consiga desfazer. Incomoda-o, irrita-o, esse derradeiro laço que não ousa romper.. Quebrado esse laço, para onde a vaga o arrastará?… Por vezes, esse laço se afrouxa e como um navio que vai à garra, Donissan sente-se profundamente abalado… Será só um laço, um obstáculo a vencer?… Não; o que resiste não é uma força cega. É qualquer coisa inteligente que observa, calcula, luta para se impor… Essa coisa misteriosa não será ele mesmo, a sua própria pessoa? Não será a consciência entorpecida que lentamente desperta?… A expansão da alegria atingiu (de acordo com a extraordinária palavra do apóstolo) a fragmentação da alma e do espírito. Não é possível ir mais longe sem morrer.”

Georges Bernanos em Sob o Sol de Satã

Anúncios