A existência por todos os lados

“Gostaria tanto de me abandonar, de esquecer de mim mesmo, de dormir. Mas não posso, sufoco: a existência penetra em mim por todos os lados, pelos olhos, pelo nariz, pela boca…”

Jean-Paul Sartre em A Náusea

Anúncios