Rudeza dos romances

“Liberdade não é desregramento, mas sim acréscimo de responsabilidades. Ela não alivia; traz mais peso. Não resolve os problemas e ainda multiplica os paradoxos. Se este mundo às vezes parece brutal, é porque é “emancipado”, e a autonomia de cada um se choca com a dos outros, ferindo: nunca tantas imposições pesaram sobre os ombros de todos. Esse fardo explica, em parte, certa rudeza dos romances contemporâneos.”

Pascal Bruckner em O Paradoxo amoroso

Anúncios