Milagres

“Nos evangelhos, os milagres de Jesus são discretos, não têm o caráter da compreensão popular do fantástico e do espetacular. Jesus realiza “gestos de poder” (sinóticos) e “sinais”(João), mas também se nega a realizá-los diante dos incrédulos, apontando para o sinal de Jonas (cf. Mt 12,38-40). Nunca faz um milagre por ostentação, interesse próprio, para fugir das ameaças e da incredulidade dos chefes do povo, mas sempre em vista do bem dos outros.”

Paulo Roberto Gomes em O Deus Im-potente

Anúncios