É proibido acreditar

“Por favor, que me digam a diferença entre o conto de fadas, que produz ternura, e a fala do teólogo, recebida com desdém…

Talvez a diferença tenha a ver com o fato de que contos de fadas são contados para fazer dormir as crianças, enquanto a fala teológica deseja fazer os homens acordar, viver…O teólogo fala como quem acredita. Mas é isto que ficou proibido: acreditar.”

Rubem Alves em Variações sobre a vida e a morte

Anúncios