O tempo

“Ser velho significa estar próximo da morte. No passado, tentei várias vezes imaginar se ainda conseguiria dobrar minha idade. Aos 20, estava certo de que viveria pelo menos outros vinte. Aos 30, acreditei que chegaria facilmente aos 60. Quando estava com 40, perguntei-me se transformaria essa cifra em 80. E ao tornar-me um cinqüentão percebi que eram poucos os que convertiam isso em uma centena de anos. Mas agora, aos 60, tenho certeza de que ultrapassei, e muito, a metade do caminho e estou mais próximo de minha morte do que de meu nascimento.”

Henri Nouwen em Nossa maior dádiva: Meditação sobre o morrer e o cuidar